GERAL TEMPORAL

Em Jesuítas, cerca de 5 mil pessoas foram afetadas com destelhamentos

Confira as novas informações e mais fotos dos estragos causados pela tempestade

16/10/2021 23h16 Atualizada há 10 meses
Por: William Borges Fonte: Portal Vale Verde
Cenário foi de destruição na cidade
Cenário foi de destruição na cidade

O temporal que atingiu as regiões Oeste, Noroeste e Sudoeste do Paraná, na madrugada de quinta-feira (14), trouxe destruição e milhares de pessoas continuam sem energia e água em suas residências. Muitos produtores rurais também estão sofrendo com a falta de eletricidade e tendo prejuízos, assim como comerciantes de alimentos perecíveis.

Jesuítas foi uma das cidades mais prejudicas com o temporal. Quando o dia amanheceu, o cenário na cidade foi de destruição. Num levantamento inicial da Defesa Civil, em torno de 1.250 residências foram atingidas, afetando em torno de 5 mil pessoas que tiveram suas casas destelhadas – o que representa mais da metade da população da cidade. Empresas também tiveram suas estruturas destruídas, entre elas, a Copacol.

Telhados ficaram destruídos
Unidade de Copacol teve sua frente destruída

A força dos ventos também danificou a torre de transmissão da Rádio Vale Verde FM. A estrutura de metal da antena ficou retorcida e foi ao chão, fazendo com que a Vale Verde saísse do ar, por volta da 1h.

Torre da emissora ficou retorcida e foi ao chão

Abaixo, veja mais fotos dos estragos em Jesuítas.

O QUE FAZER?

Na manhã desta sexta-feira (15), o prefeito em exercício, Edicarlos Grizotto, reuniu sua equipe de governo para planejar não apenas as medidas emergenciais já iniciadas na madrugada anterior, mas também organizar as ações para os próximos dias.

Prefeito em exercício, Edicarlos Grizotto

“Esse desastre natural assolou o nosso município. Imediatamente nossas equipes foram às ruas para atender as pessoas mais necessitadas. Ficamos sem água, energia elétrica, internet, telefonia e qualquer outro meio de comunicação. Distribuímos lonas plásticas, água potável, cestas básicas e garantimos o alojamento das pessoas que tiveram suas residências danificas”, disse Edicarlos.

Empresas tiveram suas estruturas arrancadas

Além de atender as famílias que ficaram desalojadas, em caráter emergencial, a prefeitura também se mobilizou numa força-tarefa para limpeza urbana, inclusive, desbloqueando as vias de acesso ao município, que ficaram temporariamente interditadas com a queda de árvores.

Muitas árvores tombaram

“Fizemos o cadastramento das famílias que precisam de telhas e, agora, iremos distribuir para quem precisa de ajuda. Quero agradecer à Defesa Civil que está prestando todo o apoio e suporte necessário para cada família jesuitense. Também quero agradecer às pessoas voluntárias que nos ajudaram desde a madrugada passada”, finalizou o prefeito em exercício de Jesuítas.

E A FALTA DE ENERGIA E ÁGUA?

O grande problema foi a queda de 9 torres de alta tensão elétrica na região de Assis Chateaubriand e Jesuítas. Segundo a Copel, elas suportam ventos acima de 100 quilômetros por hora e, ainda assim, foram derrubadas com a força das rajadas, atingindo fortemente a faixa que vai de Foz do Iguaçu, Medianeira, Toledo, Assis Chateaubriand e Jesuítas. De acordo com a Copel, 321 postes foram derrubados e 330 mil unidades consumidoras ficaram sem energia nas regiões Oeste, Noroeste e Sudoeste.

Na região de Assis e Jesuítas, 9 torres foram quebradas

Quanto à falta de água, várias estações da Sanepar também ficaram sem energia, impedindo o tratamento e distribuição de água potável à população.

A Copel, em nota, informou que os estragos causados pelo temporal do dia 14 de outubro já é a segunda ocorrência climática mais grave enfrentada pela companhia, que mobilizou mais de 300 equipes para regularizar o fornecimento de energia, mas a normalização em toda a rede pode ocorrer somente no início da semana.

300 equipes foram mobilizadas 

Abaixo, veja mais fotos dos estragos em Jesuítas:

Relacionado ao assunto

Veja os estragos ocasionados pelo temporal, em reportagens da Equipe Vale Verde:

Chuva e vendaval causam estragos em Assis Chateaubriand

Temporal derruba torre da Rádio Vale Verde

Após temporal, abastecimento de água voltou na região

Temporal: Assis Chateaubriand distribui telhas em vários bairros afetados

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.